A importância da atividade física na terceira idade

A importância da atividade física na terceira idade

O envelhecimento é um processo que provoca alterações e desgastes em vários sistemas funcionais, que ocorrem de forma progressiva e irreversível.

O momento em que estas transformações ocorrem, quando passam a ser percebidas e evoluem, diferencia-se de um indivíduo para o outro. Na verdade cada pessoa envelhece de forma diferente. O envelhecimento não é só cronológico, é também biológico, funcional, psicológico e social.

Em idades mais avançadas as limitações funcionais, tais como cognição, equilíbrio, perda de força muscular, bem como surgimento de doenças crônico-degenerativas intensificam se ocasionando perda da capacidade funcional.

Os resultados desses fatores é a diminuição da capacidade funcional, gerando uma maior dependência em realizar as atividades da vida diária.

Há benefícios significativos na qualidade de vida dos idosos com a prática regular de exercícios físicos. Podemos citar o aumento de massa muscular, diminuição de quedas, melhoria do controle postural, psicossociais, cognição, saúde mental entre tantos outros benefícios.

As atividades mais indicadas são:

  • exercícios de força muscular (musculação)
  • exercícios aeróbios
  • exercícios de flexibilidade
  • exercícios de equilíbrio ou exercícios funcionais

Outras atividades apresentam bons resultados como a caminhada, hidroginástica, pilates e yoga.

Nunca é tarde, MEXA-SE.